Conde Ervideira Espumante Da Água
Nome:  Conde Ervideira espumante Da Água Região:  Alentejo Designação:  DOC Alentejo Castas:  Arinto, Antão Vaz, Gouveio e Alvarinho. Vinificação: O Vinho, base do espumante, é vinificado casta a casta, decorrendo a fermentação alcoólica em depósitos de inox, com temperatura controlada. A segunda fermentação ocorre no fundo do grande lago do alqueva a 30m de profundidade com temperatura constante e ausência total de luz durante 9 meses Longevidade:  2 a 3 anos. Prova:  Elaborado a partir de 4 castas, que festejam as 4 gerações Ervideira, estagiou durante 9 meses em garrafa, no fundo do maior lago da Europa, o Alqueva. Resulta um Espumante de cor citrina, libertando um aroma fresco e fino. Na boca revela uma bolha fina, persistente e muito elegante. Como Servir:  Entre 7 e 9º C. Enólogo: Nelson Rolo
Espumante Monte das Bagas de Ouro Adega do Montado
Nome: Espumante Monte das Bagas de Ouro Classe:  Espumante Região:  Alentejo Designação:  Vinho Regional Alentejano Castas: Arinto Nota de Prova:  Este primeiro Espumante Monte das Bagas resulta da vontade de criar um vinho único, com todo o rigor e exigência do método clássico. A partir da casta Arinto apresenta-se com uma cor citrina, libertando aromas florais intensos, mesclados com um ligeiro toque de panificação e expressões vegetais que nos desafiam. Um perfil ousado com Perlage intenso, irrequieto, de pequeníssimas bolhas, proporcionando em prova sensações selénicas de acidez vibrante, uma mousse equilibrada e cremosa, que nos apaixona, persiste e nos toca na alma. Como Servir:  Entre 6 e 8º C Teor Alcoólico:  11,5% Vol. Acidez Total: 4,2 g/L Enólogo:  Enólogo/Winemaker | Nelson Rolo / Paulo Maurício
Espumante Muros Antigos Alvarelhão
Nome:  Muros Antigos Alvarelhão Região:  Vinho Verde  DOC Método:  Clássico Castas: Alvarelhão Tipo de  Vinho:  Muros Antigos Alvarelhão é um vinho espumante blanc de noir obtido a partir da casta Alvarelhão.  Esta casta é uma das castas Tintas mais antigas de Portugal que se revela em excelência na sub-região de Monção/Melgaço sendo a casta tinta de eleição. São seleccionadas as melhores parcelas destas casta e a casta e a vindima destas parcelas. Vinificação:  As uvas São Prensadas inteiras para obtenção de um mostro de grande qualidade o mostro de grande qualidade. O mostro lágrima é arrefecido e decantado a baixas temperaturas durante 48 horas. Segue-se um período de estágio sobre as borras de 5 anos por forma a obter uma total autólise das leveduras . O processo de espumantização seguiu o método tradicional de fermentação em garrafa e estágio de 12 meses. Nota de Prova: Cor:  Dourada pálida. Aroma. Finos a mel, marmelo e biscoito ainda envolto em alguma fruta vermelha  Acidez vincada e fresca com uma bolha fina e delicada.  Mousse cremosa e adocicada. Final persistente onde sobressaem sabores a biscoito e fruta. Como Servir:  Entre 8º e 9ºC Teor Alcoólico:  12,5% Vol. Análise Físico-Química Acidez total g/l:  6,02 ph: 3,21 Enólogo:  Anselmo Mendes
Espumante Milénio
Nome:  Espumante Milénio Reserva Bruto Região:  DÃO Designação:  DOC  Dão Método:  Clássico Castas:  Malvasia Fina Vinificação: Com fermentação em garrafa ente 14 e 15ºC. O dégorgement fez-se ao fim de 24 meses. Estágio:  Em garrafa Nota de Prova:  Amarelo citrino, bolha fina e persistente, aroma delicado. Na boca surpreende pela frescura da acidez e leveza. Maturação e Envelhecimento:  Para beber já ou, idealmente, nos próximos cinco anos. Sugestões Gastronómicas:  Ideal para acompanhar a refeição do principio ao fim ou para celebrar os bons momentos da vida. Como Servir:  Entre 6 e 8ºC Teor Alcoólico:  12,5% Vol. Parâmetros Analíticos Acidez Total:  6.8 g/L Acidez Volátil:  0,20 g/L ph:  3,2 Açucares redutores: 4 g/L Enólogo:  Cristina Machado
Espumante Terras do Demo Pata de Lebre Bruto
Nome:  Espumante Terras do Demo Branco Pata de Lebre Bruto Região:  Távora-Varosa Designação:  VEQPRD. Távora - Varosa Método:  Clássico Castas:  Malvasia Fina e Gouveio Vinificação:  Sistema de "Bica Aberta" com decantação e Fermentação a baixas temperaturas e controladas. Estágio:  Em garrafa Nota de Prova: Aspecto:  Límpido Bolha:  Muito fina e delicada, com excelente persistência. Cor: Com tons de palha dourada. Aroma:  Intenso e complexo com notas florais e a frutas maduras. Paladar:  Fresco elegante, com um final harmonioso e persistente. Maturação e Envelhecimento:  Com um ciclo de produção de 18 meses, dos quais 12 com fermentação a temperaturas baixas e controladas, onde ganha complexidade aromática e gustativa. Sugestões Gastronómicas:  Acompanhamento de Mariscos, Ostras, caviar, peixes fumados, aves e carnes brancas. Como Servir:  Entre 7 e 8ºC Teor Alcoólico:  12,0% Vol. Sobrepressão: Bar 6,0 Acidez Total:  g/dm3 - 5 ph:  3,0 Açucares Totais:  <g/dm3-4,0 Enólogo:  Cristina Machado  
Espumante Caves São João Bruto
Nome:  Espumante São João ( Bruto ) Região:  IGP Beira Atlântico Método:  Clássico Castas:  Bical (40%),  Maria Gomes (35%), Chardonnay (10%),  Arinto (10%) e/and Baga (5%). Vinificação: Após uma prensagem muito delicada das uvas, vindimadas entre o início e meados de Setembro, o mosto fermentou durante 15 dias em cubas de aço inoxidável a temperatura controlada. A elaboração, seguindo o método clássico, iniciou-se em Março de 2016 com a tiragem, tendo a refermentação decorrido em cave durante 20 dias a 15º C, ao que se seguiu um período de estágio em garrafa, sobre borras, de 9 meses. Nota de Prova: Cor Amarela citrina pálida. Aroma:  Intenso, com notas de pêssego, ananás, bem como casca de citrinos e tostado ligeiro. Sabor. Confirmam-se as sensações aromáticas da olfacção directa, É fresco e bem balanceado. Sugestões Gastronómicas:  Aperitivos, peixes, carnes brancas e sobremesas. Como Servir:  Entre 7º e 9ºC Teor Alcoólico:  12,0% Vol. Análise Físico-Química Sobrepressão (bar): 5,7 Acidez volátil ( g acético/l ) 0,44 Acidez total ( g tartárico/l ) ,6,2 ph: 3,24 Extracto seco total ( g/l ): 23.8 Açucares totais ( g/l ): 4.9 SO2  Total ( mg/l ): 119 Potencial de envelhecimento: 2 anos após dégorgement Enólogo:  José Carvalheira
Espumante Quinta do Poço do Lobo Arinto & Chardonay Bruto
Nome:  Quinta do Poço do Lobo ( BRUTO ) Região:  Bairrada  DOC Bruto Natural Método:  Clássico Castas: Arinto & Chardonay Vinificação:  . Após uma prensagem muito delicada das uvas, vindimadas no início (Chardonnay) e em meados de Setembro (Arinto), o mosto fermentou durante 16 dias em cubas de aço inoxidável a temperatura controlada. A elaboração, seguindo o método clássico, iniciou-se em Março de 2015 com a tiragem, tendo a refermentação decorrido em cave durante 25 dias a 15 ºC, ao que se seguiu um período de estágio em garrafa, sobre borras, de 18 meses, para o primeiro lote degorjado, em Setembro de 2016. Nota de Prova Cor:  Amarela citrina Aroma. Intenso, com notas de flores de citrinos, ananás, Pêssego e ligeira tosta. Sabor. Na boca é fresco, elegante e muito bem balanceado. Confirmam-se as sensações aromáticas percecionadas pela olfacção directa. Sugestões Gastronómicas:  Aperitivos, peixes gordos, carnes brancas e sobremesas Como Servir:  Entre 8º e 9ºC Teor Alcoólico:  12,5% Vol. Análise Físico-Química Sobrepressão (bar): 5,9 Acidez volátil ( g acético/l ) 0,38 Acidez total ( g tartárico/l ) ,6,33 ph: 3,13 Extracto seco total ( g/l ): 24,1 Açucares totais ( g/l ): 4,0 SO2  Total ( mg/l ): 87 Potencial de envelhecimento: 2 anos após dégorgement Enólogo:  José Carvalheira
Espumante Caves São João 100 Anos de História
Nome:   Caves São João 100 Anos de História Região:  Bairrada  DOC Castas: Pinot Noir Vinificação:  Após uma prensagem muito delicada das uvas, vindimadas no final de Agosto, o mosto fermentou durante 15 dias em cubas de aço inoxidável a temperatura controlada. A elaboração, seguindo o método clássico, iniciou-se em Março de 2016 com a tiragem com leveduras livres, tendo a refermentação decorrido em cave durante 25 dias a 14 ºC, ao que se seguiu um período de estágio em garrafa, sobre borras, de 48 meses, para o primeiro lote desgorjado, em Maio de 2020. Nota de Prova: Cor:  Amarela com nuances plúmbeas Aroma:  Amêndoas torradas, tostas, flores secas, biscoitos de manteiga, brioche, figos secos, mel, casca de citrinos, frutas cristalizadas, giz e resquícios de frutos vermelhos dominam o aroma deste espumante muito rico e complexo. Sabor:  Amêndoas torradas, tostas, flores secas, biscoitos de manteiga, brioche, figos secos, mel, casca de citrinos, frutas cristalizadas, giz e resquícios de frutos vermelhos dominam o aroma deste espumante muito rico e complexo Sugestões Gastronómicas:  Peixes, mesmo com molhos, aves e outras carnes brancas, carne de veado, queijos, entre muitas outras iguarias. Como Servir:  Entre 10º e 12ºC Teor Alcoólico:  12,8% Vol. Análise Físico-Química Sobrepressão (bar): 6,6 Acidez volátil ( g acético/l ) 0,37 Acidez total ( g tartárico/l ) 5.7 ph: 3,20 Extracto seco total ( g/l ): 22,6 Açucares totais ( g/l ): 0,8 SO2  Total ( mg/l ): 66 Potencial de envelhecimento: 3 anos após dégorgement Enólogo:  José Carvalheira