Martini Rosso
Nome: Martini Rosso Tipo: Vermute País:  Itália Martini nasceu da inspiração de Luigi Rossi, que desde 1863 usa uma selecção exacta de botânicos e especiarias e um caramelo natural que lhe dão a cor e sabor distintos. A receita original de Martini permanece guardada. Só os seus “Mestres” a conhecem. São eles que mantêm o legado vivo Como Servir:  Entre 8 e 12ºC Teor Alcoólico:  15.0% Vol.
Martini Bianco
Nome: Martini Bianco Tipo:   Vermute País:  Itália Martini nasceu da inspiração de Luigi Rossi, que desde 1863 usa uma selecção exacta de botânicos e especiarias e um caramelo natural que lhe dão a cor e sabor distintos. A receita original de Martini permanece guardada. Só os seus “Mestres” a conhecem. São eles que mantêm o legado vivo Como Servir:  Entre 8 e 12ºC Teor Alcoólico:  14.4% Vol.
Martini Extra Dry
Nome: Martini Extra Dry Tipo:   Vermute País:  Itália Martini nasceu da inspiração de Luigi Rossi, que desde 1863 usa uma selecção exacta de botânicos e especiarias e um caramelo natural que lhe dão a cor e sabor distintos. A receita original de Martini permanece guardada. Só os seus “Mestres” a conhecem. São eles que mantêm o legado vivo Martini Extra Dry com um nariz floral claro, com sugestões da framboesa, do limão e da íris. Como Servir:  Entre 8 e 12ºC Teor Alcoólico:  15.0% Vol.
Ricard
Nome: Ricard País:  França De acordo com a receita original de Paul Ricard, o pastis Ricard deve ser servido frio. A melhor maneira de apreciá-lo é adicionar 5 volumes de água gelada para um volume de Ricard e em seguida, adicione os cubos de gelo. Este ritual irá libertar o aroma do anis. Ricard pode ser mais ou menos diluída de acordo com o gosto. A receita original o torna um ingrediente ideal em muitos coquetéis, em combinação com cordiais (morango, menta...), sucos de frutas (manga, amora...), ou simplesmente com tônica e uma fatia de limão. Tudo começou em 1930 Marselha, quando cafés vendiam qualquer licor à base de de anis, o licor da moda, a maioria deles com fabricações ilícitas e muito doce para o gosto dos consumidores. Em Sainte-Marthe, Paul Ricard, filho de um comerciante de vinho, sonhava em encontrar uma fórmula "que iria atender a todos os gostos". Um dia, em 1932, ele finalmente teve a sua receita, e declarou: " vai ser chamado Ricard, o verdadeiro Pastis de Marselha!" Ricard pastis deve a sua reputação a uma receita única que permaneceu sempre um segredo bem guardado. A qualidade e variedade dos ingredientes naturais utilizados tornam o Ricard um pastis  inigualável. O ingrediente principal é o anis misturado com os melhores frutos, que são secos ao sol antes de sua primeira destilação. Um especialista da Ricard de seguida, selecciona as melhores essências de anis para garantir a total qualidade de Ricard Como Servir:  Entre 10 e 15ºC Teor Alcoólico:  45.0% Vol.
CAMPARI
Nome:  Campari País: Itália Discrição:  Campari parte da paixão do seu criador, Gaspare Campari, que em 1860 decidiu fazer experiências para a criação de novas bebidas alcoólicas, sem saber que haveria de criar a bebida que daria início a uma longa história de sucesso. Há quem diga que a receita única de Campari contém entre 20 a 60 ingredientes diferentes; outros apontam para 80. Certo é que a fórmula permanece em segredo, passando inalterada de geração em geração ao longo de mais de 150 anos. Com um sabor inconfundível e a sua cor vermelha escaldante, Campari é um ingrediente incontornável em inúmeros cocktails em todo o mundo, numa imagem em constante evolução que liga moda, irreverência e sofisticação. 150 anos de paixão. Desde 1860, Actualmente, é um símbolo do estilo de vida e bon vivre italiano em todo o mundo. Sugestão Consumo: Campari tem sido degustado e apreciado por várias pessoas puro, ou como ingrediente predilecto de cocktails deliciosos Extremamente agradável como bebida refrescante, em particular no Verão, em long drinks (sumo de laranja, água tónica ou soda). Teor Alcoólico:  28.5% Vol.
PERNOD
Nome:  Pernod País:  França Segundo a lenda, devemos este elixir ao Doutor Pierre Ordinaire que o inventou em 1789 na Suiça. O sabor distintivo de Pernod é criado através duma combinação de anis e várias ervas e plantas aromáticas. Pode consumir-se tradicionalmente com agua, mas pode ser uma óptima base para cocktails Como Servir:  Entre 10 e 15ºC Teor Alcoólico:  40% Vol.
PIMM´S Cup Nº 1
Nome:  PIMM´S Cup Nº 1 País:  Reino Unido Pimm pode ser considerado um licor feito à base de frutas. Foi produzido pela primeira vez em 1823 por James Pimm e tem-se propriedade da Diageo desde 1997. Seu produto mais popular é de Pimm No. 1 Cup feito à base de Gin. Cada Pimm tem um numero ap´so o nome, o que indica qual a base do licor que é misturado com frutas. O n1 é com Gin ((1840 – Presente), o nº 2 com Vodka (1851 – 1970), o nº 3 com Brandy (1851 – 1970 retomado recentemente como Winter), o nº4 com rum (1935 – 1970), o nº5 com Rye (1964 – 1970) e o nº 6 com vodka 1970 – Presente) Teor Alcoólico:  25% Vol.
FERNET BRANCA
Nome:  Fernet-Branca País:  Itália Fernet-Branca foi produzida pela primeira vez em 1845 após uma receita secreta, nunca revelada, e até hoje guardada pela família e inalterada com o tempo. O segredo do seu paladar único e inconfundível está na receita sábia: 27 ervas (como, por exemplo: aloés, raiz de genciana, cinchona vermelho e outras) colhidas em 4 continentes e envelhecida em barris de carvalho durante mais de um. Sugestão de Consumo:  Graças ao seu gosto limpo e seco, pode ser misturada em muitos cocktails. Teor Alcoólico:  39,0% Vol.