Quinta da Boa Esperança Branco
Nome:  Quinta da Boa Esperança Classe:  Vinho Banco Região:  Lisboa Designação: Vinho Regional Lisboa Castas: Fernão Pires ( 60%) e Arinto (40%). Vindima:  100% manual para caixas de 15 kg Nas Terras argilo-calcárias da Zibreira a Quinta da Boa Esperança é temperada pela influência marítima e beneficia de uma exposição solar de excelência. Em sintonia com a Natureza e com os antigos saberes, criamos um vinho genuíno que nos transporta a uma experiência única. Vinificação:  Desengace total e fermentação em inox com temperatura controlada de 12 graus. Nota de Prova:  De cor citrina, mineral, com aroma intenso a fruta tropical fresca. Na boca é intenso, frutado e fresco, com final muito agradável e persistente Como Servir:  Servir a uma temperatura de 8ºC. Dados Analíticos: pH:  3,38 Acidez Total: 5.3 g/L Teor Alcoólico:  13.5%  Vol. Enólogo:
Quinta da Boa Esperança Arinto Branco 2018
Nome:  Quinta da Boa Esperança Classe:  Vinho Banco Região:  Lisboa Designação: Vinho Regional Lisboa Castas: Arinto (100%). Nas Terras argilo-calcárias da Zibreira a Quinta da Boa Esperança é temperada pela influência marítima e beneficia de uma exposição solar de excelência. Em sintonia com a Natureza e com os antigos saberes, criamos um vinho genuíno que nos transporta a uma experiência única. Vindima:  100% manual para caixas de 15 kg Vinificação:  Desengace total e fermentação em inox com temperatura controlada de 12 graus. Notas Prova:  Vinho de cor cítrica, aroma mineral muito elegante, típico a casta e com ligeiras nuances tropicais. Muito fresco na boca, com final longo e persistente. Estágio:  em cubas de inox até ao enchimento em garrafa. Como Servir:  Servir a uma temperatura de 8ºC. Dados Analíticos: pH:  3,04 Acidez Total: 7.8 g/L Teor Alcoólico:  13.9%  Vol. Enólogo:  Paula Fernandes
Quinta da Boa Esperança Reserva Branco 2018
Nome:  Quinta da Boa Esperança Reserva Classe:  Vinho Banco Região:  Lisboa Designação: Vinho Regional Lisboa Castas:  Arinto (60%), Fernão Pires (40%) Nas Terras argilo-calcárias da Zibreira a Quinta da Boa Esperança é temperada pela influência marítima e beneficia de uma exposição solar de excelência. Em sintonia com a Natureza e com os antigos saberes, criamos um vinho genuíno que nos transporta a uma experiência única. Vindima:  100% manual para caixas de 15 kg Ano ameno e chuvoso, mas com fenómeno de escaldão a meio da maturação, o que fez com que a vindima se inicia-se mais tarde que o habitual, de forma a haver recuperação por parte da videira. Vinificação:  Prensagem de cachos inteiros. 20% do lote fermentaram em inox com temperatura controlada entre 10/12ºC, à qual se seguiram 4 meses de "battonage" em cuba. 80% do lote fermentou em barricas novas seguido de battonage durante 6 meses + 12 meses de estágio e garrafas Nota de Prova: Vinho mineral e fresco. Notas florais com apontamentos cítricos. Vinho extremamente untuoso, com excelente equilíbrio entre a estrutura e acidez. Como Servir:  Servir a uma temperatura de 8ºC. Dados Analíticos: pH:  3,25 Acidez Total: 7.4 g/L Teor Alcoólico:  13% Vol. Enólogo:  Paula Fernandes