Quinta Atela Branco
Nome: Quinta da Atela Classe:  Vinho Branco Região:  Tejo Classificação:  Vinho Regional Tejo Castas:  Fernão Pires, Gewurztraminer, Chardonnay Historial: Quinta da Atela nasceu em 1346 como proprietários os Condes de Ourém, sendo doada ao Convento da Graça de Santarém dos Agostinhos Calçados, ainda denominada Quinta da Goucha, actualmente Quinta da Atela. Foi adquirida em 2017 pelos actuais proprietários, VALGRUPO. Situada na margem sul do Tejo, concelho de Alpiarça, com 105 hectares de vinha. Nota de Prova: A cor citrina, grande complexidade aromática entre notas de frutos de  polpa amarela, frutos tropicais e um ligeiro floral. No paladar é untuoso com acidez equilibrada conferindo um final fresco, vivo e persistente. Sugestões Gastronómicas:  Pode ser servido como aperitivo ou como acompanhamento de pratos de peixe, carnes brancas e mariscos. Como Servir:  Entre 12ºC Analises: PH: 3,55 Acidez Total: 5.25 g/l Açucares Totais: 1.5 g/l Teor Alcoólico:  13.5% Vol. Enólogo:  Luís Guimarães
Areias da Patã Branco Litro
Nome:  Areias da Patã Litro Classe:  Vinho Branco Região:  Tejo Castas:  Fernão Pires, Tália e Arinto. Fermentação:  Tradicional dos brancos de "bica aberta" em cuba aço inox com controlo total de temperatura a 20ºC. Notas de Prova:  Vinho do ano, jovem, de cor citrina, frutado Como Servir:  Entre 8º a 10ºC Grau Alcoólico:  13% Vol. Enólogo:  Luís Guimarães
Areias da Patã Branco
Nome:  Areias da Patã Classe:  Vinho Branco Região: Tejo Castas:  Fernão Pires, Tália e Arinto. Fermentação:  Tradicional dos brancos de "bica aberta" em cuba aço inox com controlo total de temperatura a 20ºC. Notas de Prova:  Vinho do ano, jovem, de cor citrina, frutado Como Servir:  Entre 8º a 10ºC Grau Alcoólico:  12% Vol. Enólogo:  Luís Guimarães
Copas Branco
Nome:  COPAS Classe: Vinho Branco Região: TEJO Nota: A Quinta de Abrigada, de Longa Tradição Vinícola, Situa-se no Sopé da Serra de Montejunto. É uma das mais antigas do concelho de Alenquer, tendo pertencido no Séc. XVI ao navegador Pedro Álvares Cabral. A Quinta de Abrigada desfruta de particulares condições para a cultura da vinha, tornando-a reconhecida pela qualidade dos seus vinhos. Notas de Prova: É um vinho jovem e frutado, de que se gosta facilmente, perfeita para conquistar novos apreciadores e surpreender os entendidos na matéria. A sua suavidade e leveza conferem-lhe uma versatilidade invulgar para ser apreciado á mesa e também fora das refeições. Teor Alcoólico: 12.0% Vol.
Tinoco Branco Seco Beiras
Nome: Tinoco Classe: Vinho Branco Seco Região:  Demarcada Do Távora - Varosa Designação: Regional. Távora - Varosa Castas:  Todas as Castas da Região, Essencialmente  Malvasia Fina. Vinificação:  Sistema de bica aberta com decantação e fermentação a baixas temperaturas controladas. Nota de Prova: Aspecto:  Límpido Cor:  Tonalidade dourada. Aroma:  Frutado, com tonalidades florais. Paladar:  Notas florais acompanhadas de agradáveis e frescas sensações citrinas. Sugestões Gastronómicas:  Acompanhamento de entradas e patés, mariscos, ostras, aves e carnes numa cozinha de bom gosto e de prazer, os mais ricos e diversos. Como Servir:  Entre 7 e 10ºC Teor Alcoólico:  12,0% Vol. Acidez Total:  g/dm3-6,0 ph:  3,2 Açucares Totais:  <g/dm3-1,5 Enólogo:  Cristina Machado
Terras do Demo Branco Seco
Nome: Terras do Demo Classe: Vinho Branco Seco Região:  Demarcada Do Távora - Varosa Designação: VQPRD. Távora - Varosa Castas:  Todas as Castas da Região, Essencialmente  Malvasia Fina. Vinificação:  Sistema de bica aberta com decantação e fermentação a baixas temperaturas controladas. Nota de Prova: Aspecto:  Límpido Cor:  levemente citrina com tons palha. Aroma:  intenso, com notas complexas de citrinos e florais. Paladar:  Harmonioso, persistente com final de boca prolongado. Sugestões Gastronómicas:  Acompanhamento todo o tipo de entradas, peixes e carnes brancas. Como Servir:  Entre 7 e 10ºC Teor Alcoólico:  12,5% Vol. Acidez Total:  g/dm3-6,0 ph:  3,0 Açucares Totais:  <g/dm3-1,5 Enólogo:  Cristina Machado
Kompassus Alvarinho Beiras
Nome:  Kompassus Alvarinho Classe:  Vinho  Branco Região:  Beira Atlântico Designação: D.O.C. Beira Atlântico Casta:  Alvarinho 100% Vinificação:  Agosto de 2015 temperado e sem chuvas. Vindima no início da 2.ª semana de Setembro. Maceração pré-fermentativa em ambiente controlado. Fermentação total e estágio de 7 meses em barricas usadas de 400 litros. Notas de Provas:  É o único Alvarinho da Bairrada, e revela uma grande pureza aromática. Delicado e elegante, com notas minerais de laranja e ligeiros fumados. No sabor é rico e vibrante com notas de especiarias, ligeiro amargo, um vinho com um final muito longo. Como Servir:  Entre 8º e 10ºC Teor Alcoólico:  12,3% Vol. PARÂMETROS ANALÍTICOS Acidez total: 7,34 g/l Açucares totais: 1,6 g/l Enólogo:  Anselmo Mendes PRÉMIOS E DISTINÇÕES Colheita 2014 – Melhores de Portugal 2015, Revista de Vinhos 2016 Colheita 2015 – 17,5 pontos, Revista de Vinhos Novembro 2016; Melhor do Ano e da Região 2016 pela Revista de Vinhos Fev 2017
Beira Interior Branco Anselmo Mendes
Nome:  Beira Interior Classe:  Vinho  Branco Região:  Beira Interior Designação: D.O.C Beira Interior Casta:  Síria Tipo de vinho:  Anselmo Mendes Beira Int. é um vinho produzido na região da Beira Interior, sub-região da Cova da Beira. Região rodeada pela Serra da Estrela, Marofa e Malcata é caracterizada por um clima agreste com temperaturas negativas no Inverno e Verões muito quentes e secos. Para este vinho utilizámos vinhas velhas da casta Síria, a casta branca mais plan­tada na região. Vinificação:  Uvas colhidas manualmente em caixas pequenas e transportadas para a adega num curto espaço de tempo. Desengace total. Prensagem suave de uvas inteiras desengaçadas. Longa clarificação com frio. Fermentação em barricas de carvalho francês de 400 litros. Estágio de 9 meses com bâtonnage regular sobre borras totais. Estágio de 24 meses em garrafa, onde evoluiu positivamente. Notas de Provas:  Cor amarelo citrino. Notas cítricas e flo­rais bem integradas com aromas nobres da barrica. Nuances de frutos secos, que­rosene e reflexos vegetais característicos da Síria. Boca cremosa com forte untuosi­dade com um final fresco, longo e mineral. Como Servir:  Entre 10º e 12ºC Teor Alcoólico:  12.5% Vol.  pH:  3,29 Acidez Total: 6,5 g/L Enólogo:  Anselmo Mendes
Irmãos Unidos Branco Beiras
Nome: IRMÃOS UNIDOS Classe: Vinho Branco Região:  Beiras Designação:  Vinho Regional Beiras Castas:  Maria Gomes 55%, Bical 38% e Arinto 7%. Vinificação:  As uvas foram prensadas em prensas pneumáticas e de pratos. O mostro foi clarificado por sedimentação estática e fermentou durante 12 dias a temperatura controlada e cubas de aço inoxidável. Foi colado e filtrado antes do engarrafamento. Nota de Prova:  Cor Amarela cítrica Aroma:  Intenso a frutos e flores, como ananás, tília e rosas. Possui ainda evidentes notas minerais, que complexam os aromas frescos anteriormente descritos. Sabor:  Ataque fresco e aromático, possuindo boa acidez e persistência gustativa. Sugestões Gastronómicas:  Acompanhamento de mariscos ostras, peixes e carnes brancas. Como Servir:  Entre 6º e 7ºC Teor Alcoólico:  11,5% Vol. Potencial de envelhecimento:  3 Anos Análise Físico-Química Acidez volátil ( g acético/l ) 0,20 Acidez total ( g tartárico/l ) ,5,80 ph: 3,15 Extracto seco total ( g/l ): 20,5 Açucares totais ( g/l ): 1,8 SO2  Total ( mg/l ): 86 Enólogo:  José Carvalheira  
Poço do Lobo Arinto Branco 1994
Nome: Poço do Lobo Arinto 1994 Classe: Vinho Branco Região:   Beiras Designação:   Vinho Regional Beiras Castas:   100%  Arinto Sugestões Gastronómicas:   Acompanhamento de mariscos ostras, peixes e carnes brancas. Como Servir:  Entre 6º e 7ºC Teor Alcoólico:  11,5% Vol. Enólogo:  José Carvalheira
Quinta Atela Frisante Gaseificado Branco
Nome: Quinta da Atela Frisante Classe:  Vinho Branco Região:  Tejo Classificação:  Vinho Regional Tejo Castas:  Fernão Pires e Boal de Alicante Historial: Quinta da Atela nasceu em 1346 como proprietários os Condes de Ourém, sendo doada ao Convento da Graça de Santarém dos Agostinhos Calçados, ainda denominada Quinta da Goucha, actualmente Quinta da Atela. Foi adquirida em 2017 pelos actuais proprietários, VALGRUPO. Situada na margem sul do Tejo, concelho de Alpiarça, com 105 hectares de vinha. Nota de Prova: A cor citrina, aromas de fruta fresca sugerindo lima, no paladar revela muita frescura e persistência. Sugestões Gastronómicas:  Ideal como aperitivo ou para acompanhamento de pratos de peixe e mariscos. Como Servir:  Entre 8ºC Enólogo:  Luís Guimarães
Pai Abel Branco Quinta das Bageiras
Nome: Pai Abel Classe:  Vinho Branco Região:  Bairrada Designação:  D.O.C. Bairrada Castas:  Bical/Maria Gomes Idade das Cepas:   20 anos O vinho vem de uma vinha da Quinta das Bágeiras,  e onde passam duas vezes as tesouras da vindima: uma primeira para colher a uva do vinho espumante e após algumas semanas, uma segunda para o branco mais sério e sedoso. Procura-se maturação e corpulência, mas sem perder o equilíbrio ácido. A filosofia deste vinho era, e é, o sempre omnipresente minimalismo deste "vigneron" bairradino. Fermentação e estagia em barricas usadas de pequena capacidade, adquiridas na região de Borgonha, e aqui a untuosidade e corpo casam o intenso acervo de frescura num branco absolutamente único. Sugestões Gastronómicas:  Pratos de marisco, peixe assado no forno e pratos de bacalhau. Como Servir:  Entre 8º e 10ºC Teor Alcoólico:  13% Vol. Enólogo:  Rui Alves