Encostas do Peso Tinto
Nome:  Encostas do Peso Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Designação:  D.O.C. Douro Castas:  Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Outras. Vinificação:  Esmagamento com desengace total, seguido de fermentação com forte maceração e temperatura controlada. Maturação e Estágio: 1 ano em cuba inox Notas de Prova:  Cor Ruby Aroma com nuances e frutos vermelhos. Redondo na boca. Sugestões Gastronómicas:  Ideal para acompanhar pratos de carne vermelha, caça, queijos de pasta mole. Como Servir:  Entre 16 e 18º C. Teor Alcoólico:  13.5% Vol. Enólogo:  Maria Antónia
Reccua Tinto
Nome:  Reccua Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Designação:  D.O.C. Douro Castas:  Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Tinta Amarela e Tinta Carvalha. Vinificação: Esmagamento com desengace total, seguido de fermentação com forte maceração e temperatura controlada. Nota De Prova:  De cor ruby aspecto brilhante e aroma com nuances a frutos vermelhos . Redondo na boca. Sugestões Gastronómicas:  Ideal para acompanhar pratos de carne vermelha ou queijos de pasto mole. Temperatura:  Entre 18º a 20ºC. Teor Alcoólico:  13% Vol. Enólogo:  Maria Antónia Prémios :  Medalhas Ouro China 2012
Cabeça de Burro Reserva Tinto
Nome:  Cabeça de Burro Reserva Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Designação:  D.O.C. Douro Castas:  Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Tinta Amarela e Tinta Carvalha. Vinificação: Esmagamento com desengace total, seguido de fermentação com forte maceração e temperatura controlada. Sugestões Gastronómicas:  Ideal para acompanhar pratos de carne vermelha ou queijos de paste mole. Como Servir:  Entre 16º a 18ºC. Teor Alcoólico:  13.0% Vol. Enólogo:  Maria Antónia
Quinta do Farfão Reserva Tinto
Nome:  Quinta do Farfão Reserva Tinto Classe:  Vinho Tinto Região:   Douro - Superior Designação: D.O.C. Douro Castas:  Tinta Barroca, Touriga Franca e Tinta Roriz e Tinto Cão Vinificação:  Fermentação espontânea com desengace, em lagares tradicionais de pedra. Estágio em barricas de carvalho francês e americano durante 12 meses, não sendo submetido a qualquer tipo de tratamento ou filtragem, a fim de preservar todos os aromas e sabores. Nota de Prova:  Vinho bastante aromático. Sugestões Gastronómica:  Ideal para acompanhar carnes vermelhas, queijos fortes e pratos típicos da cozinha transmontana. Como Servir:  Aconselha-se a abertura prévia ou decantação Servir entre 15 e 16º C. Teor Alcoólico:  12.5% Vol. Enólogo:  André Coutinho
Quinta do Farfão Tinto
Nome:  Quinta do Farfão Tinto Classe:  Vinho Tinto Região:   Douro - Superior Designação: D.O.C. Douro Castas:  Tinta Barroca, Touriga Franca e Tinta Roriz e Tinto Cão Vinificação:  Fermentação espontânea com desengace, em lagares tradicionais de pedra. Estágio em barricas de carvalho francês e americano durante 6 meses, não sendo submetido a qualquer tipo de tratamento ou filtragem, a fim de preservar todos os aromas e sabores. Nota de Prova:  Vinho bastante aromático. Sugestões Gastronómica:  Ideal para acompanhar carnes vermelhas, queijos fortes e pratos típicos da cozinha transmontana. Como Servir:  Aconselha-se a abertura prévia ou decantação Servir entre 15 e 16º C. Teor Alcoólico:  12.5% Vol. Enólogo:  André Coutinho
Vinha do Infante Tinto
Nome:  Vinha do Infante Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Sub-Região:  Gontelho, Cima Corgo Designação:  D.O.C. Douro Castas:  Touriga Nacional e Franca, Tinta Roriz Vinificação:  Fermentação em lagar (com pisa a pé, tradição na quinta desde 1816) e cuba inox. Estágio:  Em cuba inox e 3 meses barricas de carvalho de diversas origens e idades. Curva de Envelhecimento:  Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 1-4 anos. Como Servir:  Decante 2 horas antes e sirva por volta dos 17-18ºC Teor Alcoólico:  13.5 % Vol. Viticultura: José Carlos Oliveira e João Roseira Enólogo:  Luís Soares Duarte e Fátima Ribas  
Quinta do Infantado Tinto
Nome:  Quinta do Infantado Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Sub-Região:  Gontelho, Cima Corgo Classificação:  D.O.C. Douro Castas:  Vinha Velha (mistura) Touriga Nacional e Franca e Tinta Roriz Vinificação:  Fermentação em lagar com desengace parcial e pisa pé, tradição da quinta desde 1816. FML em cuba. Estágio:  Em cuba inox e barricas de carvalho de diversas origens e idades Notas de prova: Nota de Prova: Aroma vivo, fresco, frutado com nota floral e especiado. Boca ampla, fruta persistente, taninos de boa tensão. Curva de Envelhecimento: Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 3-10 anos. Sugestões Gastronómicas:  Lombo de Pregado com risoto de azeitonas pretas ou borrego em crosta mediterrânica. Como Servir:  Decantar 2h antes de servir a 17º/18º Teor Alcoólico:  14.0% Vol. Viticultura:  José Carlos Oliveira e João Roseira Enólogo:  Luís Soares Duarte e Fátima Ribas Prémios:  Quinta Infantado recebe 5 Medalhas  no Reino Unido
Quinta do Infantado Reserva Tinto
Nome: Quinta do Infantado Reserva Classe: Vinho Tinto Região: Douro Sub-Região: Gontelho, Cima Corgo Classificação: D.O.C. Douro Castas: Vinhas Velhas (mistura), Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz. Vinificação: Fermentação em lagar com desengace parcial e pisa a pé, tradição na quinta desde 1816. FML em cuba. Estágio: Em cuba inox e 14 meses em barricas de carvalho de diversas origens e idades. Nota de Prova: Aroma de fruta preta, compota, especiarias. Complexo, intenso mas fino e fresco. Final longo. Curva de Envelhecimento: Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 3-10 anos. Como Servir: Decante 2 horas antes e sirva por volta dos 17-18ºC Teor Alcoólico: 14.5 % Vol. Enólogo: Luís Soares Duarte e Fátima Ribas Prémios: Concurso mundial Bruxelas Reserva 2007 - Medalha de Bronze - Medalha de Prata 2007
Quinta do Infantado Tinto (Biológico)
Nome:  Quinta do Infantado Classe:  Vinho Tinto (Bio) Região: Douro Sub-Região: Gontelho, Cima Corgo Designação:  D.O.C. Douro Vinhas:  Pousado Área da vinha:  2 ha Tipo de Solo:  Xistoso Altitude da Vinha:  250 metros Agricultura:  Vinha cultivada em modo de produção agricultura biológica desde a plantação em 1998. Rótulo verde:  (bio modo de produção agricultura biológica certificado por Sativa PT Bio-03) Castas:  Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz Vinificação:  Fermentação em lagar com desengace parcial e pisa a pé, tradição na quinta desde 1816. FML em cuba. Estágio:  10 meses em cuba e 12 meses em barricas de carvalho francês de diversas idades e origens. Curva de Envelhecimento:  Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 3-10 anos. Teor Alcoólico:  12.5% Vol. Como Servir:  Decante 2 horas antes e sirva por volta dos 17-18ºC Viticultura: José Carlos Oliveira e João Roseira Enólogo:  Luís Soares Duarte e Fátima Ribas
Quinta do Infantado Tinto 1,5 L
Nome:  Quinta do Infantado 1,5 L Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Sub-Região:  Gontelho, Cima Corgo Classificação:  D.O.C. Douro Castas:  Vinha Velha (mistura) Touriga Nacional e Franca e Tinta Roriz Vinificação:  Fermentação em lagar com desengace parcial e pisa pé, tradição da quinta desde 1816. FML em cuba. Estágio:  Em cuba inox e barricas de carvalho de diversas origens e idades Notas de prova: Nota de Prova: Aroma vivo, fresco, frutado com nota floral e especiado. Boca ampla, fruta persistente, taninos de boa tensão. Curva de Envelhecimento: Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 3-10 anos. Sugestões Gastronómicas:  Lombo de Pregado com risoto de azeitonas pretas ou borrego em crosta mediterrânica. Como Servir:  Decantar 2h antes de servir a 17º/18º Teor Alcoólico:  14.0% Vol. Viticultura:  José Carlos Oliveira e João Roseira Enólogo:  Luís Soares Duarte e Fátima Ribas Prémios:  Quinta Infantado recebe 5 Medalhas  no Reino Unido
Roseira Tinto
Nome:  Roseira Classe:  Vinho Tinto Região:  Douro Sub-Região:  Gontelho, Cima Corgo Classificação:  D.O.C. Douro Castas:  Vinhas Velhas Touriga Nacional e Franca. Vinificação:  Fermentação em lagar com desengace parcial e pisa a pé, tradição na quinta desde 1816. FML em cuba. Estágio:  7 meses em cuba inox e 14 meses em barricas de carvalho de diversas origens e idades. Teor alcoólico:  14 % Vol. Curva de Envelhecimento:  Pelas características organolépticas prevê-se uma maturação na garrafa positiva durante 3-10 anos. Como Servir:  Decante 2 horas antes e sirva por volta dos 17-18ºC Viticultura:  José Carlos Oliveira e João Roseira Enólogo:  Luís Soares Duarte e Fátima Ribas
Cordial Vinhas Velhas
Nome:  Cordial Vinhas Velhas Classe: Vinho Tinto Região:  Douro Designação: D.O.C. Douro Castas:  Vinho composto por mais de 20 variedades de castas, de cor vermelho profundo aroma intenso e complexo, muito encorpado mas elegante e suave Vinificação:  Esmagamento com desengace total, seguindo de fermentação com forte maceração a temperatura controlada em lagar de granito. Sugestões Gastronómicas:  Vinho bastante aromático. Ideal para acompanhar pratos de Carne vermelha, Caça ou Queijos de pasta mole. Como Servir:  Entre 15 e 16º C. Teor Alcoólico:  14.0% Vol. Enólogo:  Maria Antónia