Quinta do Sobreiró de Cima Transmontano Rosé
Nome:  Transmontano Classe:  Vinho Rosé Região:  Trás Os Montes Designação: Vinho Regional Transmontano Castas:  Touriga Nacional (100%). Origem:  Solos xistosos de maior altitude da Quinta do Sobreiró de Cima, com exposição predominante Sul. Vinificação: Vindima manual para pequenas caixas perfuradas. Recepção com desengace total. Esmagamento suave e prensagem sob atmosfera inerte. Fermentação prolongada com temperatura controlada de cerca de 14ºC. Estágio:   Estágio em cubas de inox até ao enchimento em garrafa. Notas de Prova: Na Quinta do Sobreiró de Cima seleccionámos as melhores uvas da casta Touriga-Nacional para criar o nosso vinho rosé. De matiz rosa com laivos vermelhos, conjuga o aroma de fruta encarnada fresca, como framboesa e groselha, com um lado mais fresco de flores do campo, típico da casta. Na boca é intenso com perfil silvestre e uma acidez crocante que o torna gastronómico. É um vinho jovem sem estágio em que sobressaem os aromas varietais. Sugestões Gastronómicas:  Excelente como aperitivo ou a acompanhar pratos ligeiros e estivais, como peixe grelhado, pizza ou saladas. Como Servir:  Entre 8 e 10º C: Dados Analíticos: pH:  3.04 Acidez Total: 5.88 g/L Açúcares Totais:  7.0  g/L Teor Alcoólico:  12.5%  Vol. Enólogo:  Luís Cortinhas
Primado Rosé
Nome:  Primado Classe: Vinho  Rosé Região:  Dão Designação: D.O.C. Dão Castas:  Touriga Nacional e Tinta Roriz Vinificação:  Vinho com maceração durante 24 horas seguida de sangria. Fermentação:  O mosto esgotado fermentou a baixa temperatura a 16ºC durante 10 dias, separado das partes sólidas. Notas de Prova:  Cor rosa viva. Aroma a flor de laranjeira e frutos maduros. Boca redonda, com estrutura e alguns taninos, reflexo da breve curtimenta, antes do esgotamento Sugestões Gastronómicas:  Rosé forte que acompanha bem pratos de carne magra. Como Servir:  Entre 6 a 8ºC Teor Alcoólico:  11% Vol.
Herdade dos Machados – Santos Jorge Rosé
Nome:  Herdade dos Machados - Santos Jorge Rosé Classe: Vinho  Rosé Região:  Moura – Alentejo Designação:  D.O.C. Alentejano Castas:  Trincadeira 80% e Aragonêz 20% Vinificação:  Sistema tradicional de bica-aberta com esmagamento das uvas sem desengace decantação estática do mostro durante 48 horas a uma temperatura de 10ºC Fermentação:  Em cubas de aço inox a uma temperatura de 17 a 18ºC. Nota de Prova:  Cor salmão profundo, aromas intenso com ligeiro vegetal bem característico da casta dominante, sabor frescura ácida e uma persistência gustativa bem evidentes. Sugestões Gastronómicas:  Acompanha pratos de carnes não condimentadas (carnes brancas) é óptimo para pratos de peixe e marisco. Como Servir:  Entre 10º e 12ºC. Teor Alcoólico:  12.5% Vol. Enólogo:  João Melícias Duarte